10 dicas avançadas de Marketing Digital

Confira as superdicasque Fábio Ricotta revelou na edição carioca do RD on the Road

 

O Rio de Janeiro recebeu em junho, pela primeira vez, o evento itinerante de Marketing Digital e Vendas da Resultados Digitais, RD onthe Road. O encontro reuniu especialistas de renome, com conteúdo de alto nível. E a #SocialBrain, parceira da RD, marcou presença e compilou os melhores momentos para compartilhar com você em uma série de posts no nosso Inbound Blog.

Na palestra de abertura, Fábio Ricotta deu algumas dicas simples, porém, relevantes e impactantes não só para melhorar o posicionamento do seu site no Google, mas para alavancar resultados em marketing digital. Confira:

  1. Descreva muito bem o seu negócio. Para quem você quer vender? Crie uma persona que represente seu público-alvo e compreenda seu comportamento, desejos, necessidades e de que forma sua comunicação pode fazer com que ela veja sua marca como uma boa opção.

 

  1. Cuide da arquitetura de informação do seu site. Organize seu conteúdo e suas páginas para ter mais sucesso. Separe o conteúdo por categorias e subcategorias encontráveis, e crie uma página para cada assunto. As páginas devem ter conteúdo relevante, uma navegação com foco em usabilidade e conversão. Defina quais ações devem ser feitas em cada página: se o objetivo de uma página é fazer com que o usuário compre, preencha um formulário de contato, leia um conteúdo ou clique em um banner, otimize o design para essas conversões, e deixe-as claras para o usuário. De preferência, faça com que os call-to-actions estejam na primeira “dobra” da página ou o mais próximo possível dela, para que o usuário os veja antes de rolar com o mouse (dar scroll). Isso é especialmente crítico para o mobile, em que o usuário geralmente está realizando uma ação rápida e não deseja perder tempo procurando a informação no site.

 

  1. Utilize o Google Search Console.O antigo Google Webmasters Tools é uma excelente ferramenta gratuita do Google que avisa se seu site tem algum problema e como você pode melhorá-lo, quais páginas não estão sendo indexadas, quais precisam ser otimizadas e muito mais. Experimente!

 

  1. Ajustes simples em SEO: título da página. Parece óbvio, mas muitos sites ainda usam títulos iguais para todas as páginas, dificultando a vida do usuário nos resultados de busca. E o título (title) é o carro-chefe no SEO on page. Confira se suas páginas têm um title único, bem escrito, com palavras-chaves coesas com o conteúdo, que facilite o entendimento do que o usuário vai encontrar na página. Deixe para colocar o nome da sua marca no final do title e o escreva em 63 caracteres para evitar cortes.

 

  1. Ajustes simples em SEO: metadescription. Embora não seja um fator de ranqueamento, a metadescription, isto é, o texto que aparece visível na página de resultados de busca, também merece a sua atenção, pois deve ser pensada com foco no usuário. É através desta descrição nos resultados de busca que o usuário decide se irá ou não clicar na página. Portanto, ela precisa ser chamativa, interessante, informativa, curiosa e com um toque de call-to-action. Alguns exemplos de call-to-action: compre agora, compre já, cadastre-se, frete grátis, parcele em 3x, preço baixo, veja o preço, clique e confira, clique já, somente hoje. Procure limitar a metadescription a 160 caracteres.

 

  1. URL da página. Os endereços, ou seja, as URLs das páginas do seu site devem ser simples e óbvias. Ao ler um link, o usuário deve entender do que se trata: é uma página de produto? Este produto faz parte de uma categoria? Da mesma forma como um usuário interpreta a URL, assim também faz o Google para posicioná-la nos resultados de busca.

 

  1. Sitemap. Uma dica simples, porém, fundamental: criar e enviar um Sitemap.XML para os motores de busca os ajuda no entendimento e indexação do seu site. Com o sitemap, você pode apontar URLs que não seriam normalmente ou facilmente encontradas através do processo normal de rastreamento do buscador. Os principais benefícios são: a melhora no entendimento da arquitetura do site, a aceleração no processo de indexação de páginas mais profundas, além de facilitar a identificação de problemas de indexação. Confira no site sitemaps.xml as instruções para preparar o arquivo e o envie ao Google e ao Bing.

 

  1. Buscas locais. Você sabia que 20% das buscas no Google se referem a negócios locais? No celular, o percentual é ainda maior: 40%. São pessoas procurando por serviços ou produtos próximos a elas ou em determinada região. Se você tem um negócio local, é fundamental cadastrá-lo no Google Business. A simples criação de uma conta já facilita o posicionamento do seu site nas buscas e também as suas campanhas de Adwords.

 

  1. Otimização para mobile. Qual é a experiência do usuário quando tenta acessar seu site pelo celular ou tablet? A navegação está adaptada, ou ele precisa dar zoom para ler ou clicar em botões? É fundamental ajustar o design, o conteúdo e a navegação para acessos feitos por smartphones e tablets, inclusive para posicionar melhor o seu site no Google. Comece verificando como ele está sendo visualizado pelo Google e também em outras telas, com a ferramenta MobileTest. Se for necessário – e provavelmente será –, crie a versão responsiva. O Google Search Console também fornece um relatório para mobile. Outro ponto muito importante, especialmente no mobile, é a velocidade de carregamento das suas páginas. O Google recentemente passou a exibir nos resultados de buscas feitas em celular uma indicação de sites com carregamento lento para mobile (slowtoload). Você não quer ser um deles, certo?

 

  1. Otimização para Google Adwords. Ao criar suas campanhas de anúncios no Google Adwords, não deixe de incluir extensões locais, com o endereço do seu negócio, e de chamada, com o telefone. Os cliques no botão click-to-call já estão sendo computados pelo Google como conversões.Ao analisar a performance das suas campanhas de mídia paga, separe em dois relatórios a performance em mobile e no computador. Verifique a verba investida x as conversões. Ainda dentro de mobile, abra a performance entre aparelhos Android e iOS, para entender de onde estão vindo mais conversões. Essas análises ajudarão a otimizar o seu orçamento.

 

Dica bônus

Fique de olho no tráfego da concorrência!Além de otimizar e cuidar muito bem do seu site, é importante avaliar o que tem gerado mais tráfego e engajamento para os seus concorrentes. Há diversas ferramentas que podem auxiliar neste trabalho: o Buzzsumo mostra quais conteúdos performam melhor para um tópico ou um concorrente. O SearchMetrics revela o tráfego orgânico de um site, assim como o Semrush, que mostra ainda o tráfego pago, com palavras-chaves e anúncios. Para analisar as ações sociais dos concorrentes, utilize o SocialbakersAnalytics, que revela os posts e horários de maior engajamento. Analise essas informações, que dão insumos importantes sobre o que é relevante para a sua audiência e produza conteúdos ainda melhores.

Gostou das dicas? Tem alguma dúvida? Deixe um comentário.

Confira no Slideshare a palestra completa do Fábio Ricotta: “Estratégias Digitais para RD on the Road”.

Até a próxima!

Recommended Posts

Leave a Comment