Sua estratégia de Inbound Marketing ainda não decolou? Veja o que pode estar dando errado.

Algumas correções de rota do ponto de vista estratégico e tático vão ajudar a dar um gás no seu planejamento de marketing digital do próximo ano.

 

Neste ano sua empresa decidiu investir em Inbound Marketing: aumentou os investimentos na área digital, adquiriu uma ferramenta de Automação de Marketing, atribuiu metas relacionadas ao projeto para pessoas da equipe e até mesmo contratou uma consultoria de Marketing Digital. Os resultados obtidos foram os que você esperava?

Se você está com a sensação de que mais um ano se passou sem conseguir emplacar o inbound na sua empresa, é hora de parar as máquinas e replanejar essa atividade para 2019. Diversos fatores podem ter contribuído para a sua estratégia de Marketing Digital ainda não ter decolado, o que vai desde um recurso que você não está conseguindo usar na ferramenta de automação até problemas táticos e de alinhamento estratégico.

Vale avaliar também se a sua equipe interna de marketing tem capacidade de levar o trabalho sozinha ou se a agência de Inbound que você contratou está atendendo às suas expectativas, fatores que impactam diretamente a performance do projeto. Entender onde está o gap da estratégia é o que vai garantir que as ações digitais estejam aderentes aos objetivos de negócio da empresa e alcancem o retorno de investimento em marketing esperado.

 

Jogo dos oito erros em Inbound Marketing

Parece óbvio, mas muitas empresas perdem de vista seus objetivos estratégicos na hora de conduzir o trabalho de marketing digital. E uma vez alinhada às metas de negócio, é preciso planejar bem como essa estratégia será realizada, isto é, definindo e acompanhando constantemente os planos de ação.

Alguns erros são bem comuns quando falamos de planejamento tático e estratégico em Inbound Marketing. Os que mais interferem no desempenho do projeto são:

1) A estratégia de inbound não está alinhada aos objetivos de negócio da empresa.

2) Não há indicadores (KPIs) claros para a mensuração dos resultados digitais.

3) A base de leads não é tratada ou está desatualizada.

4) A produção de Marketing de Conteúdo não segue um planejamento definido.

5) A nutrição de leads não tem escalabilidade.

6) Falta qualificação dos leads para oportunidades de venda.

7) Não há alinhamento entre o time de Marketing e Vendas da empresa.

8) Os relatórios de marketing gerados não passam por uma análise crítica.

 

Se a pretensão da empresa é ganhar tração para crescer em longo prazo com Marketing Digital, a estratégia de inbound deve estar orientada a esses resultados e provar que há um ROI possível de ser alcançado. Do contrário, você estará jogando dinheiro fora.

 

Como fazer a sua estratégia de Inbound Marketing andar

Existem diferentes objetivos a serem alcançados com inbound e é preciso saber o que realmente você está fazendo com a sua estratégia. Mas, é bastante comum empacar em alguns momentos específicos. Quatro cenários podem identificar que a estratégia de marketing não está saindo como o esperado, são eles:

 

  1. Não consigo gerar leads

Se você está travando logo no topo do funil de marketing, é importante reavaliar como seus leads são atraídos. Aspectos como o investimento em campanhas de mídia paga, SEO e produção de conteúdo que resolva as dores imediatas da sua persona são cruciais para gerar os primeiros resultados. Aqui é importante trabalhar bem as iscas para transformar visitantes em leads e conteúdo é a principal aposta para gerar interesse e criar relacionamentos. Você sabia que blogs são ferramentas poderosas para isso? Veja como aproveitá-las.

 

  1. Gerei leads, e aí?

Leads que tragam resultados precisam ser nutridos, pois não adianta ter milhares de contatos na plataforma de Marketing Digital sem nenhuma interação. Fluxos de nutrição automatizados entregam a informação no momento certo, deixando o lead mais preparado para a venda e reduzindo o custo de aquisição do cliente. Você pode, por exemplo, ativar uma estratégia de e-mail marketing em três passos que levem o lead da apresentação do produto ou serviço, ao amadurecimento na jornada de compra, até a levantada de mão.

 

  1. Gerei oportunidades e não vendas.

No RD Station Marketing você consegue configurar a qualificação automática da base de leads, por meio do lead scoring, que avalia as características e interações que eles têm com as suas campanhas. Assim, você identifica os leads que já estão convertendo na sua base e estão mais prontos para serem abordados comercialmente, promovendo vendas mais assertivas. Nesse estágio é onde a falta de uma integração entre o funil de marketing e o funil de vendas mais faz diferença.

 

  1. Não consigo reter clientes.

Mais de 80% da receita total de qualquer negócio é gerada por clientes que retornam e uma forma de trabalhar o pós-venda é focando no sucesso do cliente, ou customer success. Ações como melhorias na experiência do usuário com a marca, avaliação do nível de satisfação com o produto ou serviço e relacionamento contínuo por meio de programas de fidelidade, pesquisas que gerem pontos ou descontos em novas compras e comunicação diferenciada em datas comemorativas fazem a sua marca ser lembrada e percebida como uma parceira.


O planejamento de Marketing Digital, quando considera o Inbound Marketing como uma das frentes de aquisição de leads, é uma estratégia que vai de ponta a ponta. Por isso, a falta de alinhamento entre os leads gerados para o Marketing, e os leads gerados para vendas precisa ser transparente. Ele é uma das principais dificuldades que as empresas têm enfrentado com inbound. O Marketing precisa não só alinhar a geração, nutrição e critérios de qualificação de leads com metas claras, realistas e alcançáveis, mas também envolver a equipe Comercial com a medotologia inbound, se aproximando da área de Vendas para que ela acompanhe os resultados da estratégia de Marketing Digital. Nossa recomendação é realizar reuniões frequentes entre as duas áreas para que o processo como um todo tenha muito mais sucesso.


Está em algum desses estágios? Peça ajuda!

Como o inbound é uma prática que considera a área de Marketing como um centro de investimento, o primeiro passo para buscar resultados efetivos é avaliar se isso está ocorrendo. Em segundo lugar, o modelo de operação escolhido para todo esse esforço sair do papel influencia diretamente nos resultados colhidos.

Por isso, para 2019 avalie se é vantajoso contratar uma agência inbound ou atuar com uma equipe interna de marketing dedicada. Escolha o modelo indicado para você e dê um gás no seu inbound no próximo ano. Caso prefira bater um papo, entre em contato com a gente!

Recent Posts

Leave a Comment